Arquibancada Virtual

Ver mais

A vassoura de ouro vai para… a Escócia

    • 24/03/2013 16:31

    A Escócia é campeã do Mundial feminino de curling – aquele esporte de inverno em que os atletas empurram pedras de granito em forma de chaleira e usam uma vassoura para varrer o gelo – pela segunda vez. O bom tempo longe do topo do pódio parece ter feito a diferença na decisão deste domingo, em Riga, na Letônia, contra a ampla favorita Suécia. A última vez que as escocesas haviam alcançado a medalha de ouro tinha sido em 2002.

    Pela campanha na atual edição da disputa, a Suécia já estava em contagem regressiva para erguer a taça. Afinal de contas, havia perdido apenas uma partida em 12 jogos. Duas vezes, inclusive, deixou a rival da final na saudade, ganhando por 11 a 2 na fase classificatória e por 7 a 5 na semifinal 1. Sempre sem muito sofrimento. No terceiro e mais importante encontro, porém, caiu do cavalo bonito.

    O quarteto comandado por Margaretha Sigfridsson mostrou-se pouco inspirado para vencer o que seria o nono título mundial do país. Errou jogadas que não costuma desperdiçar, escolheu mal a estratégia em determinados momentos – inclusive na pedra final da capitã – e acabou sendo engolida com justiça pela “esfomeada” adversária.

    A Escócia, inventora do esporte, levou a melhor após os 10 ends pelo placar de 6 a 5. Desde o início da peleja, compensou a inferioridade técnica com ousadia. Tinha o tal “olho de tigre” que o boxeador Rocky Balboa (Sylvester Stallone) imortalizou no cinema. Assim, mais ligada em quadra, roubou dois pontos-chave no quarto end, quando a oponente tinha a vantagem de lançar a ultima pedra. Mereceu o triunfo muito mais do que na semifinal 2, contra o Canadá – quem perde a semifinal 1 (entre as duas melhores equipes da fase inicial) tem direito de tentar de novo na semifinal 2.

    No dia anterior, as escocesas precisaram superar as canadenses para chegar à finalíssima da competição. No lance derradeiro do duelo, a capitã do time da América do Norte decidiu fazer o mais difícil e ficou com o mico na mão. Errou e deu de mão beijada a vaga para Eve Muirhead e suas companheiras. De virtual eliminada, a Escócia passou a campeã mundial em menos de 24 horas. O Canadá completou o pódio detonando os vizinhos EUA.

    As escocesas disputaram 14 partidas, vencendo 12 e perdendo apenas 2 – justamente para aquelas que subjugaria na luta pelo título. No próximo sábado, as vassouras voltam à ativa, desta vez em Victoria, no Canadá, com as seleções masculinas.

    Participe da conversa!
    0

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.