Pelo telefone, ouvi os relatos do colega Adriano Ribeiro sobre o treino do Paraná desta segunda, o primeiro após o rebaixamento, e uma música passou a martelar incessantemente na minha cabeça: “Blue Monday”, clássico da banda inglesa New Order, cuja primeira das três versões foi lançada em 1983. Sim, há relação com tudo.

O conceito de “Blue Monday”, inspirado pela canção, pode ser traduzido de forma livre como “segunda-feira triste” e foi alvo até de estudos da Universidade de Cardiff, no País de Gales. Cliff Arnall, o pesquisador responsável, uniu aspectos como clima, época do ano, dívidas de Natal e cravou como a última segunda-feira de janeiro como a “Blue Monday” dos britânicos, o dia mais depressivo do ano.

Todo o turbilhão do Paraná pôde ser visto também nas imagens do repórter fotográfico Jonathan Campos, como esta aqui abaixo:

Jonathan Campos / Agência de Notícias Gazeta do Povo
“Tell me, how do I feel / Tell me now, How do I feel”: o pedaço da letra pode se encaixar com a conversa na Vila Capanema

Céu cinza, abatimento. Tudo pelo desastre que aconteceu no primeiro semestre da equipe nesta temporada. Talvez seja esta, 25 de abril, a segunda-feira mais triste da história do Paraná. Não apenas a “Blue Monday” do ano, e sim a da vida.

A tristeza serve como momento de reflexão e é o que o Tricolor precisa para se recuperar. Enquanto isso, os últimos versos ainda ecoam pela Vila Capanema:

Now I stand here waiting…
I thought I told you to leave me
While I walked down to the beach
Tell me how does it feel
When your heart grows cold*

* Traduzindo:
Agora estou aqui, em pé, a espera…
Pensei que tinha dito a você para me deixar
Enquanto desço a pé até a praia
Me diga como é a sensação
Quando esfria o seu coração

Participe da conversa!
0