A primeira rodada do Campeonato Paranaense foi mais do mesmo. Não houve nada que saltasse aos olhos. Alguém pode dizer, ‘como não? E o Arapongas!’ Sinceridade, completamente dentro da normalidade a derrota do Atlético para o esforçado time da Região Norte.

Entre os destaques individuais, nada de novo. Na volta inicial viu-se Thiago Henrique, do Corinthians-PR, se destacar. Detalhe: ele já jogou no Paranavaí, chamou a atenção, veio para o Atlético e fracassou. O rodado Edenílson, também do ACP, foi outro a jogar bem no começo da temporada. Repito: nada de novo.

A derrota do Atlético, com dizia no primeiro parágrafo, pode-se colocar na conta de um time que terminou a temporada passada depois dos rivais, pouco tempo de treino, nenhum amistoso e foi surpreendido. Não espere que isso será rotina no CAP.

A vitória do Coritiba também foi absolutamente dentro de um roteiro monótono. O Coxa é o time que melhor começa o ano. Será difícil batê-lo. Para quem confia em planejamento, dá para ir mais longe: é o favorito.

Por fim, a derrota do Paraná. Talvez o mais óbvio dos resultados, lamentavelmente para um time que merece ser melhor gerido.

Participe da conversa!
0