Vem aí o VAR na Série B do Brasileirão. Coritiba e Avaí será o primeiro jogo em que, digamos, a ferramenta, será utilizada pela Segunda Divisão do Nacional. Entra para a história, portanto, o duelo em Florianópolis, na Ressacada, às 19 horas desta sexta-feira (20).

Curiosamente, estreia em compromisso do Coxa, pornograficamente prejudicado pelo apito em rodadas anteriores. Mas, ainda assim, líder da disputa com folga. Indício, robusto, de que as barbaridades perpetradas pela arbitragem vão se diluindo ao longo das partidas, num grotesco balê de equívocos.

Mas, então, prepare-se para mais 10 cargas por semana dos novos fenômenos detonados pelo árbitro de vídeo: ultraintervencionismo, superinterpretação, nanoimpedimento, tudo misturado numa espécie de videocassetadas esportivas ao vivo e em cores. Com um detalhe: em versão piorada.

Sim, pois não se trata de preconceito, ou melhor, como se diz hoje, "pré conceito", com a Segundona. Mas é, evidentemente, competição de acesso, estágio de aperfeiçoamento para boa parte dos árbitros, trabalho para conquistar as credenciais da elite.

E, ao final, você sabe: há sempre uma excelente justificativa. "Os erros estão sendo corrigidos". Sim, estão. Da mesma forma, outros estão sendo cometidos. Diante disso, enquanto não se achar um protocolo viável para a, de novo, ferramenta, eu digo: stop the VAR!

Participe da conversa!
0