Fica até chato escrever isso numa coluna sobre esportes, mas o fato é que não tenho mais paciência para o futebol moderno.

Já falei muito sobre como a elitização dos estádios e o abismo nas cotas televisivas acabariam com o futebol brasileiro. Escrevi sobre o assunto pela primeira vez em 2013, depois em 2015, e finalmente em 2019, quando o processo de “espanholização” (ou melhor, “italianização”) de nosso futebol já estava consolidado. Não voltarei ao tema, até para não me repetir e ficar soando como um velho reclamão.

Para mim, o futebol não tem mais interesse. Quem foi aos estádios até a virada dos anos 1990 para os 2000 não suporta ver as “arenas” limpinhas e sem graça de hoje. Quem já entrou no antigo Maracanã tem ojeriza do que ele se tornou.

Quando morei em São Paulo, adorava ir ao Pacaembu, Canindé e Rua Javari. Fomos sócios do Palmeiras e fui muito ao velho Parque Antarctica, onde me divertia horrores. Depois, tive a infelicidade de assistir a um jogo no shopping center que aquilo se tornou. Nunca mais volto.

Só continuo acompanhando os campeonatos, e mesmo assim sem nenhuma empolgação, por causa de nosso filho, que tem nove anos, ama futebol e é novo demais para saber o que perdeu. O moleque adora ir à “Arena Maracanã”, mas nunca saberá o que era entrar no Maracanã de verdade numa tarde com 120 mil pagantes.

De minha parte, compenso a desanimação acompanhando algumas contas de Twitter sobre futebol antigo. Queria dividir três delas com vocês.

A primeira é a “Nostalgia Futbolera” (@nostalgiafutbo1), conta especializada em fotos de futebol antigo. É um manancial inesgotável de imagens lindas de craques, estádios e torcedores do passado.

Num dia, você pode se deparar com fotos de Maradona jogando pelo Boca, em 1981, seguido de uma foto do craque português Eusébio cercado de crianças. São instantâneos lúdicos e, como diz o nome da conta, nostálgicos, de uma época em que o futebol não era só um “business”.

Veja que imagem sensacional: um vendedor de melancias em Madri, nos anos 1950, que pintava escudos dos times locais para atrair a clientela:

Outra conta que sigo com prazer é a “90s Football” (@90sfootball), especializada em fotos e, principalmente, vídeos com grandes jogadores dos anos 1990. É um tsunami de jogadas antológicas de craques como Del Piero, Ronaldinho Gaúcho, Eto’o, Baggio, Ronaldo, Rivaldo, Figo, Zidane e muitos outros.

Recentemente, essa coletânea de lances de Dennis Bergkamp acabou com meu dia, porque não consegui parar de assisti-la por horas e horas:

Agora, minha conta favorita MESMO não tem nada a ver com craques ou grandes times, mas o oposto: se dedica a chafurdar no pântano do futebol dos anos 1990 (especialmente o futebol inglês) para trazer as jogadas mais bisonhas e os maiores pernas-de-pau: é “Crap 90s Football” (@Crap90sFootball). Vejam que beleza eles desencavaram esses dias:

Ouro puro.

Uma ótima semana a todos.

Participe da conversa!
0