A reportagem do UmDois Esportes apurou que o Paraná, que viajou 500 km para enfrentar o CR Cascavel, em jogo adiado do sábado (27), perdeu R$ 17 mil somente com o transporte até a cidade do Oeste.

Já o Cascavel CR, que enfrentaria o Coritiba no Couto Pereira, também contabiliza as despesas. Entre os custos de viagem, hospedagem e testagem, a conta passa de R$ 12 mil, de acordo com o empresário Rodrigo Reis, da 2RA, empresa que compartilha a gestão do time.

"Não podemos ter uma suspensão do campeonato pagando atletas, pagando alimentação. Os clubes não se sustentam. Até por que o nosso campeonato é um dos que menos recebe recursos. Nossa cota de TV é uma das menores. Já é difícil, e com uma condição de pandemia, com um custo de R$ 60 mil de exames de Covid-19 [para todo o torneio], se não forem autorizados os jogos fica inviável fazer o campeonato", alerta Reis.

Participe da conversa!
0