O Londrina é campeão do Paranaense 2021. O Tubarão venceu o FC Cascavel nos pênaltis por 6 a 5 na tarde desta quarta-feira (13), no Estádio Olímpico Regional, em Cascavel.

No tempo normal, as equipes ficaram novamente no 1 a 1. Os gols no jogo foram de William Gomes, em uma cobrança de falta que entrou na gaveta, ainda no primeiro tempo e de Victor Daniel na etapa final.

Com o resultado, o Tubarão chega ao seu quinto título do Estadual. O time da região norte já havia levantado a taça em 1962, 1981, 1992 e 2014. Com o pentacampeonato, o Londrina se consolida como o maior campeão do interior.

Agora, a equipe de Márcio Fernandes tenta se recuperar na Série B para evitar o rebaixamento. O próximo duelo será o clássico com o Operário no sábado (16), às 18h30, no Germano Krüger. O Alviceleste é apenas o 17º colocado, com 30 pontos.

"A gente sabia da importância que tinha esse título. Dá confiança aos meninos que entraram e para os que ficaram em Londrina. E é saber olhar que temos todas as condições de sábado fazermos um grande jogo e sair o mais rápido possível dessa situação que a gente se encontra", disse o auxiliar técnico Márcio Fernandes Júnior – o pai permaneceu em Londrina preparando o time para o duelo contra o Fantasma.

Já o FC Cascavel termina o campeonato de forma invicta, foram com oito vitórias e nove empates. O time de Tcheco também teve de superar uma punição de seis pontos por escalação irregular de um atleta na primeira fase. Agora, a equipe, que está eliminada da Série D, só volta a campo no ano que vem, com o início do Paranaense 2022.

| Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Como foi o jogo

Diante de 3.681 pessoas, a Serpente foi melhor na etapa inicial. Léo Itaperuna teve uma boa chance logo no começo, mas o goleiro Dalton espalmou. O mesmo Itaperuna marcou um gol na área, mas o árbitro Lucas Paulo Torezin anulou por falta de ataque em uma disputa de bola pelo alto após cobrança de escanteio.

O meia João Pedro ainda acertou a trave em um chute de fora da área. A superioridade em campo, no entanto, só se transformou em placar aberto em uma cobrança de falta no último minuto do primeiro tempo. William Gomes cobrou falta com perfeição e acertou o ângulo direito da meta de Dalton.

Já o Londrina, que foi para Cascavel com 16 desfalques e sem o técnico Márcio Fernandes - que ficou focado na preparação para a Série B -, teve uma chance com Salatiel, que cabeceou entre dois marcadores para fora.

Na volta dos vestiários, o Londrina voltou disposto a buscar o empate e pressionou no campo de ataque. Ricardo salvou uma cabeçada firma de Salatiel. Na sobra, Victor Daniel chutou, mas carimbou a defesa.

Na segunda grande chance, Salatiel arriscou e Ricardo deu rebote. A bola sobrou nos pés de Victor Daniel, que não desperdiçou: 1 a 1. O jovem também havia marcado na partida de ida. O resultado levou a decisão para os pênaltis.

O goleiro Dalton, vilão da primeira partida, depois de falhar no gol de João Pedro, desta vez foi herói. Nas cobranças, defendeu o chute de William Simões e converteu o seu chute. Celsinho, Danilo, Jean Henrique, Felipe Vieira e Augusto também marcaram para o Londrina.

Já João Pedro, William Gomes, Robinho e Rogério converteram para o FC Cascavel. Mas, além da cobrança defendida de William Simões, Carlinhos parou na trave pela Serpente. O resultado deu o pentacampeonato ao Tubarão.

"São consequências. A gente não entendeu, mas aceita. Era pra ser assim. Eu assumi toda responsabilidade pelo lance. Fizemos uma grande partida hoje. É de se lembrar que o FC Cascavel terminou o campeonato invicto. A resposta é que eu vivo de milagres. Passamos por inúmeras situações, aos 35 anos, quando pensa que já viveu tudo no futebol. Sou grato a Deus por ter me dado forças. Agora, viramos a chave. Temos uma missão muito difícil na Série B e vamos lutar por isso", disse o goleiro Dalton à Rede Massa ao final da partida.

Dalton agradece após defesa na final.
Dalton agradece após defesa na final.| Ricardo Chicarelli/ Londrina EC
Participe da conversa!
0