Athletico
Libertadores

Um dia em La Paz: altitude, experiência e curiosidades da exótica cidade na Bolívia

Por
La Paz, Bolívia
31/07/2023 23:14 - Atualizado: 05/10/2023 09:51
La Paz, Bolívia
La Paz, Bolívia

Desde o momento em que o avião se aproxima dos arredores de La Paz, já dá para sentir o quão exótica a cidade é. Rodeada por montanhas pertencentes à Cordilheira dos Andes, a capital administrativa da Bolívia repousa em um vale profundo.

+ Confira a tabela do Athletico na Libertadores

Mas não é só isso que a torna tão especial. A forte cultura religiosa, o trânsito caótico, as abundantes folhas de coca, os teleféricos como principal meio de transporte e, claro, a altitude, são algumas das peculiaridades que eu conheci em menos de um dia na cidade.

E é aqui que o Athletico desembarcou em busca de uma vitória sobre o Bolívar, nesta terça-feira (1º), às 21h, no Estádio Hernando Siles. Conheça um pouco mais de La Paz!

Cidade fica em cima de rochas

O aeroporto fica na parte mais alta de La Paz, numa zona mais empobrecida. As pessoas com melhores condições financeiras vivem na parte mais baixa da cidade. Mas por onde se olha há rochas e montanhas. As ruas são sinuosas e cheias de ladeiras.

A maioria das casas - principalmente nas regiões mais humildes - também não são rebocadas ou finalizadas, para se pagar menos (ou não pagar) impostos sobre o imóvel. Apesar de ser uma das mais populosas da Bolívia e um dos centros econômicos, La Paz não é uma cidade rica.

Religião, trânsito caótico e teleféricos

Os bolivianos são bem religiosos, fazem muitos rituais para saúde, sorte, dinheiro, entre outros. Usam vários produtos e até lhamas - já mortas de frio - para isso.

Já o trânsito é caótico. Não há muitos semáforos, apenas em avenidas principais. É um deus nos acuda para ver quem anda mais em cada espaço livre. Muitos "buzinaços" por todos os lados.

Há poucos ônibus. A maioria dos moradores usam vans, que custam 2 bolivianos, mas o principal meio de transporte são os teleféricos. Claro, pois acaba sendo mais fácil e eficiente de ir de um morro para o outro. É um choque cultural para os brasileiros.

Folhas de coca e altitude

As folhas de coca, assim como o chá da folha, são bem tradicionais em La Paz. Os próprios moradores utilizam bastante. Eu as provei na experiência do vídeo abaixo e comento um pouco sobre os benefícios para quem encara a altitude de mais de 3.600 metros da capital boliviana.

A folha em si não pode ser levada para o Brasil, pois pode se considerar contrabando, mas o chá industrializado é permitido.

Sobre os efeitos da altitude, eu senti um pouco de cansaço, muita ardência nos olhos e nariz, mas ouvi relatos de outros colegas e torcedores do Athletico que passaram mal de verdade, com náuseas, vômitos e dificuldades para dormir. Foi apenas o primeiro dia e, com certeza, descobrirei mais curiosidades sobre essa cidade tão exótica.

https://www.youtube.com/watch?v=aeBuP99HIH0https://www.youtube.com/watch?v=GGpUeXysY8w

Veja também:
Polivalente e experiente: Como Nikão pode ser útil ao Athletico de Cuca
Polivalente e experiente: Como Nikão pode ser útil ao Athletico de Cuca
Botafogo x Juventude: escalações prováveis, como assistir, data e horário
Botafogo x Juventude: escalações prováveis, como assistir, data e horário
Atlético-GO x São Paulo: escalações prováveis, como assistir, data e horário
Atlético-GO x São Paulo: escalações prováveis, como assistir, data e horário
Palmeiras x Flamengo: escalações prováveis, como assistir, data e horário
Palmeiras x Flamengo: escalações prováveis, como assistir, data e horário
participe da conversa
compartilhe
Encontrou algo errado na matéria?
Avise-nos
+ Notícias sobre Athletico
Polivalente e experiente: Como Nikão pode ser útil ao Athletico de Cuca
Volta do ídolo

Polivalente e experiente: Como Nikão pode ser útil ao Athletico de Cuca

Athletico x Internacional: Escalações prováveis, como assistir, data e horário
Campeonato Brasileiro

Athletico x Internacional: Escalações prováveis, como assistir, data e horário

Balanço da janela: quem chegou e quem saiu do Athletico
Mercado da bola

Balanço da janela: quem chegou e quem saiu do Athletico