O goleiro Santos, do Athletico, entrou no radar do Al-Nassr, da Arábia Saudita. O time é comandado pelo técnico Mano Menezes. A informação foi divulgada pelo Portal Trétis e confirmada pelo UmDois Esportes.

O clube árabe estuda apresentar uma proposta oficial. A multa rescisória do goleiro, que acabou de conquistar o ouro olímpico em Tóquio, é de cerca de 3 milhões de euros (R$ 18 milhões).

O problema é que a transação depende de vários fatores. Primeiro, o clube saudita não tem espaço para jogadores estrangeiros. O meia argentino Pity Martínez está machucado e a ideia do clube era empresta-lo para abrir a vaga extracomunitário.

Porém, o agente do jogador, Marcelo Simeone, afirmou ao Goal que Pity não vai sair do Al-Nassr e que retorna ao clube para treinamentos em novembro. Além dele, os estrangeiros no elenco são: os brasileiros Petros e Anderson Talisca, o marroquino Hamdallah, o camaronês Aboubakar, e o argentino Funes More.

Outra questão que atrapalha o negócio é que Mano Menezes, que indicou a contratação de Santos, está ameaçado de demissão. Segundo o jornal Al-Watan, o dono do Al-Nassr pode demitir Mano caso ele não vença o próximo jogo, mesmo após apenas dois jogos do campeonato local, com uma vitória e uma derrota.

Participe da conversa!
0