O presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, relembrou a relação antiga com Barcímio Sicupira, ídolo do Furacão que morreu no último domingo (7), aos 77 anos.

Petraglia ainda elogiou a trajetória de vida de Sicupira e lamentou profundamente a morte do ex-jogador e comentarista esportivo.

"Nós frequentávamos a Boca Maldita, a Rua XV, ainda quando adolescentes. Somos nascidos no mesmo ano, então eu convivi com o Sicupira desde menino, todos estes anos", contou Petraglia nesta segunda-feira (8), durante o velório de Sicupira, na Arena da Baixada.

"Depois ele veio jogar no Botafogo, foi para o interior de São Paulo, e veio jogar conosco. Então foi uma caminhada linda desse jogador que se transformou em ídolo do nosso clube", prosseguiu o mandatário rubro-negro.

"Realmente um momento muito difícil que atravessamos. No mundo inteiro uma pandemia, perdendo muitos amigos, e quando esses que representam, como o Barcímio representou para o nosso clube, um ídolo, que fez história aqui dentro, o sentimento é infinitamente maior", completou.

Participe da conversa!
0