Após a goleada por 4 a 0, sofrida no jogo de ida da final da Copa do Brasil, o zagueiro Pedro Henrique, do Athletico, destacou que o Furacão precisa "terminar a temporada com dignidade" e ressaltou a importância da grande decisão contra o Atlético-MG nesta quarta-feira (15), às 21h30, na Arena da Baixada.

"Sabemos da importância do jogo. Nada apaga a temporada que fizemos até agora. Fomos o time que mais jogou durante o ano. É terminar com dignidade e dar o melhor dentro de campo", declarou o defensor, em entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira (14).

Assim como o atacante Pedro Rocha, no último domingo, e o técnico Alberto Valentim, na coletiva desta terça-feira, o zagueiro Pedro Henrique disparou contra a arbitragem do jogo de ida.

"Pecamos muito, sabemos disso. Mas, quando você monta uma estratégia de jogo e o juiz marca um pênalti que não existiu, desestrutura a equipe. Foi tudo por água abaixo. Nunca marcam pênalti para gente. O Athletico vem sendo prejudicado há muito tempo desta maneira", criticou o jogador.

Pedro Henrique e Alberto Valentim. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.
Pedro Henrique e Alberto Valentim. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.

Ao ser questionado sobre os erros defensivos da equipe rubro-negra e do poderio ofensivo do Galo, Pedro Henrique voltou a citar a arbitragem do carioca Bruno Arleu de Araújo.

"Até os 15 minutos, antes do juiz marcar o pênalti, o Atlético tinha criado uma chance. Nós estávamos bem no jogo. Anulamos grandes jogadores durante a temporada. É fazer um grande jogo e buscar a vitória na Arena", destaca.

Para a grande decisão, Pedro Henrique não contará com um dos seus companheiros de defesa. O "general" Thiago Heleno cumpre suspensão e o Athletico pode até ter uma mudança tática, já que normalmente vem adotando o esquema com três zagueiros.

Participe da conversa!
0