O técnico Maurício Barbieri, do Red Bull Bragantino, acredita que a maior experiência do Athletico em decisões recentes não entra em campo na final da Copa Sul-Americana, neste sábado (20), às 17h, no Estádio Centenário.

Para o treinador do Massa Bruta, o fato de a partida ser disputada em jogo único em Montevidéu, no Uruguai, minimiza essa eventual vantagem do Furacão.

"O fator [experiência] é importante, a questão de terem jogadores experientes, isso pode acabar sendo uma vantagem, mas isso é um fator dentro de um universo de fatores", disse Barbieri em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (19).

"Quando foram campeões, foi em dois jogos e agora é uma final única. Então também não deixa de ser uma experiência nova nesse sentido e acho que isso minimiza, talvez, qualquer vantagem que pudessem ter nessa condição", completou o comandante.

UmDois por R$4,90? Só clicando nesta oferta você leva: Álbum Histórico e, se o Furacão levar a Sula, pôster do tamanho de uma TV 24 polegadas + brinde surpresa!

Para o zagueiro Léo Ortiz, o Bragantino precisa elevar o nível de competitividade para sair com o título.

"Nossa maneira de jogo não vai mudar, seja quem for, e isso sempre falamos no vestiário. A única coisa que temos que se alertar para mudar para esse jogo é aumentar nossa competitividade, concentração e determinação porque se trata de uma final".

Participe da conversa!
0