Com gol do atacante Vitinho, o Athletico venceu o Metropolitanos por 1 a 0 nesta terça-feira (11), em Caracas, na Venezuela, e igualou o líder Melgar no grupo D da Copa Sul-Americana.

A equipe peruana, que leva vantagem no saldo de gols (4 a 2), visita o equatoriano Aucas na quinta-feira (13), quando pode retomar a vantagem de três pontos.

De qualquer forma, o confronto direto marcado para 19 de maio, na Arena da Baixada, se desenha como crucial para as pretensões do Furacão de chegar às oitavas de final – só o primeiro colocado avança na competição.

+ Veja a tabela completa da Sul-Americana e os próximos jogos de Athletico e Metropolitanos

Apesar de uma larga superioridade no papel, El Paranaense mostrou dificuldade contra o Metropolitanos, adversário batido com facilidade em Curitiba – ainda que pelo placar mínimo. O time teve pouca intensidade e só chutou uma bola no gol de Schiavone no primeiro tempo.

A oportunidade aconteceu aos 15 minutos, quando Jadson lançou Renato Kayser. A finalização não saiu do jeito que o atacante gostaria e ele não conseguiu alcançar o rebote. O camisa 9 também arriscou de fora da área, aos 29, em contra-ataque.

O Rubro-Negro, que perdeu Erick por lesão, ainda deu alguns espaços na defesa, brechas que não foram aproveitadas pelos donos da casa.

+ Confira como foi a partida no Tempo Real!

Os comandados de António Oliveira aumentaram um pouco o ritmo no segundo tempo. Primeiro, quase marcaram com Thiago Heleno, que completou 200 jogos pelo Athletico, de cabeça após cobrança de escanteio.

O gol saiu no segundo chute certo, do pé direito de Vitinho, aos 16 minutos. O prata da casa, em sua característica, bateu de fora da área e deu tranquilidade ao time. Os visitante ainda tiveram contra-ataques para ampliar, mas não conseguiu aumentar seu saldo de gols, fator que pode decidir a classificação à próxima fase.

Ficha técnica

SUL-AMERICANA
4ª RODADA
11/05/2020


METROPOLITANOS 0 X 1 ATHLETICO

Metropolitanos: Schiavone; Bolívar, Ferro, Falcón e Cova; Larotonda (Rosa), Bahachille (Hernandéz), Flores e Martell (Mancín); Moreno (Antón) e Pavone (Rentería). Técnico: José María Morr.

Athletico: Santos; Khellven (Marcinho), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Erick (Christian) e Jadson (Léo Cittadini); Vitinho, Carlos Eduardo (Canesin) e Renato Kayzer (Matheus Babi). Técnico: António Oliveira.

Local: Olímpico de la Universidad Central (Caracas-VEN)
Gols: Vitinho, 16 do 2º
Cartões amarelos: Abner, Carlos Eduardo, Khellven e Thiago Heleno (CAP); Bahachille, Ferro e Mancín (MET)
Árbitro: Derlis Lopes (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Roberto Cañete (PAR)

Participe da conversa!
0