A goleada sofrida por 5 a 0 para o The Strongest pode ter sido uma "virada de chave" para o elenco do Athletico.

O zagueiro Pedro Henrique e o volante Léo Cittadini revelaram uma cobrança interna, citaram falta de atitude em alguns jogos e disseram que a chegada do multicampeão Felipão dará mais confiança para o elenco.

"Acho que faltou atitude dos jogadores [nas derrotas]. Quando falei na outra coletiva, a responsabilidade não era só do Valentim, não era só do Carille. A responsabilidade era nossa e sabíamos que não estávamos bem, tanto individual, quanto coletivamente. A chegada do Felipão vai nos dar confiança. Tenho certeza que dará tudo certo", acredita o zagueiro.

+ Confira a tabela completa do Brasileirão

O Furacão tem uma sequência pesada de jogos em maio, que serão decisivos para o futuro clube na temporada.

Na próxima terça-feira (10), às 21h30, um duelo praticamente definido pelas oitavas da Copa do Brasil contra o Tocantinópolis. O Athletico venceu na ida por 5 a 2 e pode perder até dois gols que se classifica. Será a estreia de Felipão no comando.

Depois vêm grandes jogos. Primeiro, o Fluminense no Brasileiro. Na outra semana, o Libertad pela Libertadores, que será primordial para que o clube siga vivo no Grupo B.

O Athletico ainda tem Avaí e Cuiabá pelo Nacional e Caracas na última rodada da Libertadores - outro jogo decisivo dentro desta maratona.

Goleada uniu grupo do Athletico

Cittadini afirmou que a cobrança interna é grande por melhores resultados e desempenho e citou que aquela goleada na Libertadores fez com que o grupo se unisse mais em busca dos objetivos da temporada.

"Ninguém queria perder daquela forma. Nos doeu muito. A gente se cobra muito, no dia a dia. A gente sabe que com o elenco que a gente tem, a gente precisa dar uma resposta. Precisamos evoluir, ganhar. A cobrança interna é muito grande. A gente se uniu muito", disse na zona mista.

O volante ainda revelou uma conversa com Felipão antes da vitória sobre o Ceará.

"O Felipão dispensa comentários, pela carreira vitoriosa, campeão de Copa do Mundo... tenho certeza que vai agregar muito. Ele já conversou com a gente hoje antes do jogo, nos deu liberdade e confiança naquilo que a gente pode fazer", finalizou Cittadini.

Participe da conversa!
0