O Athletico não fez o melhor dos jogos, mas venceu um importante confronto direto na busca por uma vaga em um possível G8 do Brasileirão.

Com dois gols de Carlos Eduardo no segundo tempo, aos 40 e 47 minutos, o Furacão bateu o Vozão por 2 a 0, neste domingo (31), no Castelão, pela 33ª rodada.

Com o resultado, o Rubro-Negro subiu para a oitava colocação, com 45 pontos. Exatamente mesma pontuação do Ceará, mas com uma vitória a mais (13 a 12).

Na busca pela classificação time de Paulo Autuori tem o líder Internacional como próximo desafio. O duelo é na quinta-feira (4), na Arena da Baixada. Nas últimas quatro rodadas, o Furacão ainda encara Corinthians, Atlético-GO, Grêmio e Sport.

Confira a classificação completa do Brasileirão!

Em um jogo fraco, o Vozão comandou as ações na primeira etapa. Apesar de ter menos posse de bola – 43% contra 57% do Furacão –, o time cearense foi mais perigoso. E com o meia-atacante Vina, que é declaradamente torcedor atleticano, teve as melhores oportunidades.

Aos 8, em jogada que teve participação de Lima e Léo Chú, o camisa 29 finalizou para ótima defesa do goleiro Santos. Já aos 33, ele recebeu em velocidade e tocou ao lado da meta.

O Athletico, por outro lado, não exigiu nenhuma defesa do goleiro Richard, ex-Paraná. Vitinho, de cabeça, foi quem chegou mais perto, mas mandou por cima do gol. Renato Kayzer mal teve oportunidades para finalizar.

Nos acréscimos, Thiago Heleno ainda salvou praticamente em cima da linha, evitando um gol de Cléber por cobertura.

Veja como foi Ceará x Athletico no tempo real do UmDois Esportes!

Os mandantes seguiram superiores no segundo tempo, pressionando a saída de bola do Athletico. Sempre que conseguia um desarme ou aproveitava erro de passe, a equipe de Guto Ferreira já encaixava contragolpe, quase sempre com perigo.

Aconteceu logo aos 35 segundos de jogo, por exemplo, quando Vina chutou nas mãos de Santos. Os zagueiros Thiago Heleno e Pedro Henrique tiveram bastante trabalho com a movimentação ofensiva do Ceará, travando diversos lances.

No ataque, faltava agressividade para os comandados de Paulo Autuori, que novamente tornaram Richard um mero espectador do jogo. Isso, até Carlos Eduardo brilhar.

O atacante entrou no lugar de Vitinho e, aos 40, aproveitou um erro defensivo dos cearenses para abrir o placar.

Aos 47, um golaço. Com estilo, ele finalizou na saída do goleiro, em jogada que começou com Nikão e passou por Bissoli, para cravar o Athletico na briga pela Libertadores.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
33ª rodada
31/01/2021

CEARÁ 0 X 2 ATHLETICO

Ceará: Richard; Samuel Xavier, Tiago, Luiz Otávio e Alyson (Kelvyn); Fabinho (Pedro Naressi), Fernando Sobral (Wescley) e Vina; Lima, Léo Chú (Leandro Carvalho) e Cléber (Felipe Vizeu). Técnico: Guto Ferreira

Athletico: Santos; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Jaime Alvarado), Léo Cittadini, Fernando Canesin (José Ivaldo) e Vitinho (Carlos Eduardo); Nikão e Kayzer (Bissoli). Técnico: Paulo Autuori

Local: Castelão
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC).
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES).
Gol: Carlos Eduardo, aos 40' e aos 47' do 2º.
Cartões amarelos: Renato Kayzer e Khellven (CAP).

Participe da conversa!
0