Eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores, o Athletico já traçou seu próximo objetivo na temporada: voltar à principal competição do continente em 2021.

Após 23 rodadas, o Furacão é o 12º colocado do Brasileirão, com 28 pontos – nove atrás do Santos, primeiro time dentro do G6. Ou seja, restam 15 partidas para conquistar o objetivo.

Após duas partidas “de igual para igual” contra o River Plate, contudo, o pensamento do técnico Paulo Autuori e do grupo é de que a vaga ainda está ao alcance do time.

“Óbvio que todos estão orgulhosos e mais confiantes no que vem pela frente. Acreditamos que temos jogadores que nos darão garantidas de que serão competitivos e que vão lutar por uma possível competição como a Libertadores. Não é um caminho fácil, é longo, árduo, difícil, mas pelo que mostramos nas oitavas de final contra o River, que era uma adversário para final, e sair com o sentimento de que fizemos algo interessante, nos dá alguma tranquilidade em relação ao futuro”, afirmou o treinador.

“Há tempo para isso [conquistar a classificação], há equipe pra isso. Será o nosso desafio”, completou.

O próximo duelo na Série A acontece já neste sábado (5), contra o Fluminense, fora de casa. A tendência é que o Furacão poupe os jogadores mais desgastados pela sequência de partidas e volte a utilizar aqueles que estavam afastados por Covid-19.

De qualquer forma, seja com qual time entrar em campo, o foco do Athletico é apenas um daqui para frente.

“Sabíamos que o River era favorito, ficou mais favorito pela situação que estamos atravessando, mas ao mesmo tempo demonstramos a nos mesmo e a todos falaram que esse time tem coisas importantes pela frente, sobretudo no Brasileiro. É isso que temos que aspirar agora”, diz o meia Lucho González.

Participe da conversa!
0