Elenco

Autuori explica “sumiços” de Jorginho, Ravanelli, Geuvânio e Fabinho no Athletico

Paulo Autuori ficou na bronca com arbitragem.
Paulo Autuori ficou na bronca com arbitragem.| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDoisEsportes
  • PorLuana Kaseker, especial para o UmDois Esportes
  • 25/01/2021 14:09

O técnico Paulo Autuori explicou o "sumiço" de Geuvânio, Jorginho, Fabinho e Ravanelli na entrevista após a vitória sobre o Flamengo por 2 a 1. Os quatro jogadores chegaram ao Athletico em 2020 como reforços, receberam algumas oportunidades, mas perderam espaço e nem têm sido convocados para as partidas.

"Os jogadores que estão ou não para serem utilizados são um problema técnico. No qual, nesse momento, eu sou o responsável. Certamente, daqui a alguns dias, não serei. Esses jogadores estão integrados, mas eu defino aqueles que podem estar nas listas de convocados de cada jogo, mas realço a entrega de todos que estaõ no grupo, mesmo aqueles que estão sendo pouco utilizados", admitiu Autuori, que deve sair do comando técnico assim que o clube encontrar um treinador.

Geuvânio atuou em 16 jogos (seis deles como titular e marcou um gol). Fabinho tem 20 jogos (11 como titular e um gol marcado). Ravanelli entrou em campo 15 vezes até agora, mas fez apenas um jogo como titular e também tem apenas um gol marcado.

Confira a classificação completa do Brasileirão

Já o meia Jorginho, contratado como camisa 10, é quem menos foi utilizado. Ele jogou seis vezes, sendo apenas titular em dois jogos. E a ausência do meia nos jogos, fizeram seu empresário criticar o Athletico veementemente. O empresário chegou até a indicar uma possível saída do jogador.

Autuori critica VAR por possível irregularidade

O técnico Paulo Autuori ainda criticou, em entrevista coletiva, um possível empurrão de Gustavo Henrique em cima de Renato Kayzer no gol de empate do Flamengo. Dentro de campo, principalmente no retorno para o segundo tempo, os jogadores e o treinador reclamaram bastante com o árbitro Leandro Pedro Vuaden.

"Ficou claro, ao repetir as imagens, que a televisão cortou a imagem. Nossos analistas têm a imagem completa. Ficou claro o movimento do empurrão. Quem é do VAR prejudicou muito o Vuaden, que é um grande árbitro. Pelo menos deveria ter chamado para dar uma checada. Mas a equipe conseguiu superar aquele momento do gol e conseguiu ganhar o jogo", finalizou o treinador.

Em busca de uma vaga na Libertadores, o Athletico tem, agora, um confronto direto contra o Ceará no domingo (31), às 19h, no Castelão.

Participe da conversa!
0

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.