O Athletico desperdiçou a chance de colar no G4 do Brasileirão ao perder por 1 a 0 para o Ceará, neste sábado (17), no Castelão. O resultado, além de afastar o pelotão de cima, fez a posição no G6 ficar cada vez mais ameaçada com os recentes tropeços na competição.

O Furacão, que começou o campeonato com bom aproveitamento e brigando pela liderança, queimou a gordura que tinha. Nas últimas três partidas, o time somou duas derrotas (Santos e Ceará) e um empate (Red Bull Bragantino). Como consequência, está vivendo a queda na classificação.

Agora, o Rubro-Negro é o quinto colocado, com 20 pontos. Na cola, estão Ceará (6º) e Fluminense (7º), ambos com 18 pontos, e o Bahia (8º), com 17. Dessas três equipes, o tricolor baiano é o único que não entrou em campo nesta rodada (o clube encara o Flamengo, às 18h15, neste domingo). Se vencer por três gols de diferença, passa o time atleticano na tabela.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão e os próximos jogos do Athletico

Em relação ao G4, o Furacão está a três pontos de distância do Red Bull Bragantino, quarto colocado. A equipe paulista pode ampliar a diferença caso vença o Santos, neste domingo (18), às 20h30.

António Oliveira e Terans ressaltam planejamento

O técnico António Oliveira afirmou, depois do tropeço para o Ceará, que, embora com resultado negativo, o Rubro-Negro tem seguido o planejamento montado pela comissão técnica.

“Nós estamos seguindo uma estratégia, um plano bem definido. Do ponto de vista das duas fases, os jogadores estão cumprindo”, analisou.

Já o meia Terans destacou que é preciso retomar o caminho das vitórias o quanto antes, para que o Athletico possa sonhar alto no Brasileirão.

"A gente sabe que tem muita competição pela frente, tem que estar preparado para sempre conseguir a vitória, porque de agora em diante tem que conquistar coisa melhor, um time grande tem que sempre tratar de fazer o melhor para buscar conquistas importantes para o clube", disse o uruguaio.

Participe da conversa!
0