Vivo nas quatro competições do seu calendário nesta temporada (Campeonato Paranaense, Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana), o Athletico acumula maus resultados justamente no momento em que vai decidir seu futuro.

Vindo de quatro jogos sem vitória, derrotado em três deles – o revés mais recente foi para a LDU no jogo de ida pelas quartas de final da Sul-Americana -, o Furacão decide na semana que vem a vaga nas semifinais, em Curitiba, e na seguinte abre contra o Santos o confronto, também pelas quartas, na Copa do Brasil.

Veja o chaveamento da Sul-Americana

No meio dessas datas, tenta se manter no G6 do Brasileirão, competição que chegou a liderar nas primeiras rodadas. O calendário não dá trégua: contra a LDU, o Rubro-Negro completou nove jogos no período de um mês, e a rotina de compromissos todo meio e fim de semana deve se manter caso avance nos mata-matas.

Diante dos equatorianos, houve a influência da altitude, mas o acúmulo de partidas também pesou para que os jogadores apresentassem desgaste no segundo tempo.

“A sequência de jogos é muito forte, essa oscilação todos os clubes do Campeonato Brasileiro enfrentam; um ou outro ainda não passou por ela, mas certamente irá passar. Precisamos saber entender aquilo que teremos que fazer nos próximos jogos, tanto no Brasileiro quanto na partida de volta contra a LDU”, disse o diretor-técnico Paulo Autuori.

Perguntado sobre a necessidade de reforços para o ataque, devido à saída de Vitinho e à lesão de Matheus Babi, Autuori apontou que podem chegar novos jogadores para o setor.

“Em futebol, você tem lesões, tem cartões, tem saídas e entradas de jogadores. É um sistema aberto, sempre em construção e reconstrução. São dois jogadores importantes, mas nada que nos faça pensar que a saída dos dois não será, no momento certo, recomposta. São posições fáceis de se encontrar (reforços), mas o clube não vai contratar apenas por contratar, porque nosso olhar é muito mais macro”, justificou.

Nesta sexta-feira, o Spartak Moscou confirmou o empréstimo do atacante Pedro Rocha ao Athletico por uma temporada.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão e os próximos jogos do Athletico

No domingo (15), contra o Cuiabá, novamente fora de casa, pela 16ª rodada do Brasileirão, o Furacão terá a volta do goleiro Santos, poupado diante da LDU após ter sido titular na conquista do ouro pela seleção olímpica em Tóquio.

O zagueiro Thiago Heleno, que não jogou contra os equatorianos porque um problema fisiológico o impede de atuar na altitude, está suspenso no Brasileirão e não joga no Mato Grosso.

Participe da conversa!
0