O Athletico fechou um acordo com o São Paulo para receber uma dívida de R$ 15 milhões referente à venda do atacante Pablo, realizada em dezembro de 2018. A informação foi publicada pelo Uol e confirmada pelo UmDois.

O clube paulista comprou 70% os direitos econômicos de Pablo por 6 milhões de euros (R$ 26,5 milhões na época), sendo a segunda transação mais cara entre clubes brasileiros da história até aquela temporada.

Mercado da bola: siga o vai e vem do futebol brasileiro!

Porém, o São Paulo atrasou algumas parcelas, que somadas com juros e multa somam R$ 12 milhões. Além deste valor, outros R$ 3 milhões de parcelas futuras foram incluídos no acordo.

Dos R$ 15 milhões, o Athletico recebeu R$ 3,2 milhões à vista. O restante será pago em cinco parcelas de R$ 2,3 milhões.

O negócio foi tratado pelo presidente do Furacão, Mario Celso Petraglia, e o CEO são-paulino Júlio Casares. O Tricolor paulista está quitando dívidas deixadas pelo ex-presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco.

Participe da conversa!
0