Athletico e Coritiba se tornaram os novos filiados da Associação Nacional de Clubes de Futebol (ANCF), que agora conta com 24 clubes do futebol brasileiro.

A associação tem o objetivo de exercer a defesa dos clubes, de todas as séries, apontando necessidades e fazendo valer seus direitos junto ao Sistema Desportivo Nacional e às entidades de direito privado. O grupo tem tido diversas reuniões com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Governo Federal, e esteve ativo recentemente pela aprovação da Lei do Mandante.

O presidente do Furacão, Mário Celso Petraglia, resumiu a importância de agora integrar a ANCF. "Clubes unidos jamais serão vencidos", escreveu.

O 1º vice-presidente do Coritiba, Glenn Stenger, também ressaltou a relevância de discutir e defender os direitos dos clubes, principalmente no atual momento do futebol brasileiro. "A nova gestão do Coritiba entende como muito importante a participação junto às entidades que representem os clubes nesse momento em que o futebol brasileiro passa por tão profundas modificações", afirmou.

Ao todo, são 24 os clubes filiados, representando 13 estados. São seis da Série A: América-MG, Athletico, Atlético-GO, Chapecoense, Cuiabá e o Juventude. Outros 15 clubes da Série B: Avaí, Brusque, Cruzeiro, Vila Nova, Confiança, Remo, Náutico, Brasil de Pelotas, Vitória, Coritiba, Operário e Londrina, Sampaio Corrêa, CSA e CRB. E três clubes da Série C: Botafogo-SP, Figueirense e o Paraná.

A ANCF é presidida por Francisco José Battistotti e tem Leonardo Oliveira, ex-presidente do Paraná, como Diretor Executivo.

Participe da conversa!
0