O Athletico fez um jogo consistente e esteve perto de arrancar em vantagem contra o Flamengo na semifinal da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (20), na Arena da Baixada.

Mas depois de sair atrás no primeiro tempo e virar o jogo no segundo, o Furacão levou o empate nos acréscimos, em um pênalti marcado pelo VAR. O placar de 2 a 2 deixa tudo em aberto para a partida de volta no Rio de Janeiro, na próxima quarta (27), já que não há gol qualificado no torneio.

O Furacão entrou no jogo com a proposta clara de segurar a força ofensiva do adversário. Montada no 3-4-3, a equipe subiu as linhas e pressionou o Flamengo desde a saída de bola para dificultar a forte construção da equipe carioca.

A postura funcionou bem em boa parte do primeiro tempo, mas um descuido aos 14 minutos foi determinante para que os adversários saíssem na frente.

Após bola cruzada na área, a defesa afastou e sobrou para Gabriel Barbosa. O atacante finalizou, a bola desviou no meio do caminho e parou nos pés de Thiago Maia, que bateu firme para abrir o placar.

Mesmo atrás no marcador, o Athletico seguiu encurtando espaços e pouco sofreu. No entanto, também pouco ameaçou. Com dificuldades para criar boas chances, a única chegada foi aos 39 minutos, em cabeceio de Erick que o goleiro Diego Alves defendeu.

O lance isolado na etapa inicial deu indícios de que o caminho para construir o resultado poderia ser pelo jogo aéreo. E foi assim que o Furacão conseguiu chegar ao gol logo aos dois minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Pedro Henrique subiu mais que a defesa adversária e cabeceou firme para deixar tudo igual.

Após o empate, o Flamengo tentou se soltar e dar seu ritmo ao jogo, mas acabou encurralado no bom encaixe atleticano, que segurou na parte defensiva para que o ataque alcançasse a vantagem.

Aos 25 minutos, em nova jogada pelo alto, desta vez Abner Vinícius cruzou e encontrou Renato Kayzer, que ganhou de Léo Pereira pelo alto e cabeceou para dar a virada ao time da casa.

Depois da virada atleticana, o Flamengo encontrou ainda mais dificuldades para construir as oportunidades e pouco ameaçou. Mas, nos minutos finais, o árbitro marcou pênalti de Lucas Fasson em Rodrigo Caio. O atacante Pedro cobrou no meio do gol e deixou tudo igual, aos 52 minutos da etapa final.

Participe da conversa!
0