Trezentos jogos. O meia-atacante Nikão está a uma partida da marca histórica pelo Athletico, a ser confirmada neste sábado (9), contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. Em sua sétima temporada, ele alcançou o status de ídolo e conquistou cinco títulos, com 44 gols e 43 assistências. O contrato com o Furacão termina em dezembro.

Com o nome cravado na história do Furacão, ele é o artilheiro do clube na história da Sul-Americana, com oito gols. Além disso, é o jogador que mais entrou em campo pela Libertadores com a camisa atleticana, com 21 jogos disputados.

Nikão foi contratado pelo Furacão em janeiro de 2015, vindo do Ceará, aos 22 anos. Os direitos, na época, pertenciam ao Atlético-MG. O interesse no jogador era antigo. Com apenas 15 anos, ele despertou o interesse de Mario Celso Petraglia, quando ainda atuava em categorias de base.

No entanto, antes de chegar ao Furacão, perambulou por outros 13 times pelo mundo. Além do Brasil, jogou na Rússia, na Holanda e na Arábia Saudita, mas nunca se firmou. Quis o destino que ele fosse se destacar justamente na Baixada.

Nikão, em sua chegada ao Athletico, em janeiro de 2015 (Foto: Arquivo/Athletico)
Nikão, em sua chegada ao Athletico, em janeiro de 2015 (Foto: Arquivo/Athletico)

A estreia

Nikão veste a camisa rubro-negra pela primeira vez. Arquivo/Gazeta do Povo
Nikão veste a camisa rubro-negra pela primeira vez. Arquivo/Gazeta do Povo| Gazeta

Nikão vestiu a camisa do Athletico pela primeira vez no dia 26 de fevereiro de 2015, na derrota para o Foz do Iguaçu, por 1 a 0, pela primeira fase do Campeonato Paranaense. Vestindo a camisa 11, ele foi titular da equipe comandada pelo técnico Claudinei Oliveira.

Primeiro gol

Contra o Nacional, o primeiro gol. Arquivo/Gazeta do Povo
Contra o Nacional, o primeiro gol. Arquivo/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

O primeiro gol de Nikão foi marcado em maio de 2015, na goleada sobre o Nacional por 5 a 0, na Arena da Baixada, na última rodada do Torneio da Morte daquele ano. No final do jogo, Nikão sofreu pênalti, e ele mesmo cobrou, completando a goleada. Em seu primeiro ano de Furacão, ele terminou a temporada com seis gols (Nacional, Joinville [2], Figueirense, Vasco e Ponte Preta).

Nikão no Athletico

Nikão soma cinco títulos em sete temporadas no Furacão (foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes)
Nikão soma cinco títulos em sete temporadas no Furacão (foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes)

Jogos: 299
Gols: 44
Assistências: 42
Chegada: 14 de janeiro de 2015
Estreia: Athletico x Foz do Iguaçu, no dia 26 de fevereiro de 2015
Primeiro gol: Athletico x Nacional, em 2 de maio de 2015
Títulos: Campeonato Paranaense 2016 e 2020; Sul-Americana 2018, Copa do Brasil 2019 e Levain Cup 2019.

Todos os gols de Nikão

2015: 6 gols: Nacional-PR, Joinville (Brasileiro e Sul-Americana), Figueirense, Vasco e Ponte Preta
2016: 2 gols: Paraná e América-MG
2017: 7 gols: Universidad Católica, Flamengo, Londrina, Santa Cruz, Vitória, Santos e Bahia
2018: 6 gols: Newell's Old Boys (2), Chapecoense, Peñarol, América-MG e Fluminense
2019: 6 gols: Vasco, Ceará, Grêmio (Copa do Brasil e Brasileiro), Fortaleza e Chapecoense
2020: 9 gols: Cascavel CR (2), Londrina (2), FC Cascavel, Coritiba, Atlético-MG, Vasco e Sport
2021: 8 gols*: Maringá, Juventude, Fluminense, Bragantino, América de Cali (ida e volta), FC Cascavel e Peñarol.

*dados até o jogo contra o Atlético-GO, em 6/10.

Participe da conversa!
0